Por que a rodada do “Boxing Day” é tão tradicional na Inglaterra

Muita gente ainda se pergunta de onde surgiu a tradição da rodada cheia do Campeonato Inglês no dia 26 de dezembro, chamada de “Boxing Day”. Como o calendário local é bem inchado e os atletas só possuem alguns dias antes e depois do natal para ficarem entre a família, a data acaba sendo um bom atrativo para levar pessoas aos estádios ou para aumentar o número de transmissões de partidas, já que na maior parte do mundo, o futebol para até o ano novo.

Pois bem, o conceito de “Boxing Day” na verdade é um feriado tradicional em países anglófonos, que celebra o dia em que patrões presenteavam seus empregados logo após o natal. Caixas repletas de presentes ou doações em dinheiro celebravam o espírito natalino, que não é restrito apenas à véspera ou o dia 25 de dezembro em si.

Outro aspecto marcante do feriado é que muitas lojas fazem liquidações para vender o restante do estoque que encalhou no natal. Na Inglaterra, o Boxing Day é um feriado bancário e religioso, mas com muita bola rolando. A tradição na sociedade começou em 1830 e o futebol (além do rugby) foi mesclado a este contexto com uma rodada planejada. Inicialmente, apenas equipes da mesma região se enfrentavam no dia 26 de dezembro, justamente para evitar longas viagens e deslocamentos no período natalino. Naturalmente, grandes histórias de dérbis e clássicos foram escritas no Boxing Day.

Antes do futebol e do rugby ocuparem o calendário no dia 26, a caça à raposa era muito popular em solo britânico. Entretanto, com a proibição à modalidade, os esportes com bola acabaram se estabelecendo como atrações nesta data. Uma coincidência se faz digna de nota: o primeiro jogo entre clubes em toda a história do futebol foi disputado justamente em um 26 de dezembro, no ano de 1860, entre Hallam FC e Sheffield FC. Ambos continuam em atividade, mas em divisões inferiores. O Hallam disputa a nona e o Sheffield a sétima, muito próximos de competições amadoras. E o Sheffield é simplesmente o time mais antigo a ser fundado no futebol.

Um caminhão de gols

A mais célebre não envolve só uma partida, mas sim toda uma rodada que foi repleta de gols. Em 1963, o Boxing Day bateu o recorde de placares com muitas goleadas e partidas acirradas. Foram ao todo 66 gols em dez partidas: Blackpool 1-5 Chelsea, Burnley 6-1 Manchester United, Fulham 10-1 Ipswich, Leicester 2-0 Everton, Liverpool 6-1 Stoke, Nottingham Forest 3-3 Sheffield United, Sheffield Wednesday 3-0 Bolton, West Brom 4-4 Tottenham, West Ham 2-8 Blackburn e Wolverhampton 3-3 Aston Villa foram as atrações da Primeira Divisão naquele 26 de dezembro. O dia também ficou conhecido como “Natal maluco” pela imprensa inglesa.

Ao fim da temporada de 1963-64, o Liverpool se sagrou campeão. Mas todos sempre vão se lembrar da festa de gols no Boxing Day. Nunca mais se viu algo parecido em tantas partidas. Por mais que tivéssemos um 4-3 aqui ou outro 4-4 ali, a média ainda é o maior registro de uma rodada em toda a história do futebol inglês.

Criou-se um movimento na década passada que ia contra a existência das rodadas de fim de ano, o que ameaçaria o Boxing Day. Entretanto, mesmo com tantos argumentos contrários (cansaço, rodadas muito próximas e lesões), a opção pelo lucro falou mais alto. A audiência e a renda nos estádios aumenta de forma considerável, mesmo que muitos dos concorrentes poupem jogadores nessa ocasião. É aquela coisa: falou em dinheiro ou rentabilidade, os olhos de dirigentes crescem.

À parte de questões econômicas, a tradição do Boxing Day também pesa muito para manter o calendário desta maneira. Afinal, para muitos torcedores, é a única chance de ver o seu time de perto no ano inteiro. Como essa situação vai continuar por muitos e muitos anos, fica o desejo para que teremos novas rodadas sensacionais como a de 1963. Porque não há quem não curta uma goleada, não é mesmo?

Yahoo

27/12/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0