Mulher acusada de espancar garoto é transferida por medida de segurança

delegaciamurici

O delegado Rômulo Andrade iniciou nesta quarta-feira (05) a investigação do espancamento de um garoto de 12 anos de idade, na cidade de Murici, na noite de ontem. Três mulheres foram apontadas como autoras do crime, após acusarem o adolescente de tentar estuprar outro garoto, de 7 anos, irmão de duas delas e filho de outra, mas apenas uma ficou presa.

Emilly Alcântara foi detida em flagrante e autuada por lesão corporal grave, após agredir o garoto com socos e tapas, e de cortá-lo no braço e no peito com uma garrafa de vidro quebrada. A irmã dela, Elana Alcântara, chegou a ser detida, mas o delegado informou à reportagem do TNH1 que liberou a mulher porque ela teria impedido que a agressão continuasse.

Segundo Rômulo, Emilly precisou ser transferida para União dos Palmares para evitar que fosse linchada dentro da delegacia. A terceira mulher não chegou a ser identificada.

A população de Murici ficou revoltada com o caso e protestou em frente à delegacia. O estabelecimento comercial que as mulheres possuem na cidade foi saqueado e depredado. Imagens de postagens feitas pela população nas redes sociais, incitando vingança, foram obtidas pela Polícia Civil e também servirão como base para a investigação.

O delegado ainda vai apurar o crime de estupro, supostamente cometido pelo adolescente.

A agressão

O garoto de 12 anos estava na casa das mulheres, na companhia de uma criança de 7 anos de idade, irmão de Emilly e Elana.

Ele disse em entrevista que, quando as mulheres chegaram na casa, eles tinham acabado de ir ao banheiro e ele foi acusado por elas de tentar estuprar a criança menor.

O garoto foi agredido com socos e tapas e, em seguida, Emilly teria usado uma garrafa de vidro quebrada para continuar a agressão. Ele foi socorrido com ferimentos no tórax, na cabeça e no braço, onde levou 30 pontos.

Seu padrasto, Luciano Pessoa, conversou nesta manhã com o TNH1, e disse que os dois meninos costumavam brincar juntos. “O meu menino era amigo do menino dela, brincavam juntos o tempo todo. Ele contou que estava brincando dentro do mercadinho e que tinham ido ao banheiro quando a Emilly chegou. Ele estava fechando o zíper e o outro menino, levantando a bermuda”, relata.
TNH1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0