Micro e pequenas empresas representam 93% dos negócios registrados em Alagoas

Setor impulsiona Nordeste a ocupar 2º lugar no ranking de abertura de novos negócios

e1e392fbc624edaa99ab01eab6d5c337_l

No dia 5 de outubro se comemora o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa e, em todo país, o setor tem muito a celebrar. De acordo com dados da Serasa Experian, de janeiro a julho deste ano, mais de 1,1 milhão de novas empresas foram registradas no Brasil. Com mais de 200 mil empresas abertas nos sete primeiros meses de 2016, o Nordeste ocupa o segundo lugar no ranking de abertura de novos negócios, atrás apenas da região Sudeste, com 615 mil novas empresas.

A grande maioria dos negócios criados surgiu pelo regime de Microempreendedores Individuais, caso de Wilson Junior que, há 11 anos, comanda a Destak Magazine.

A galeria Destak Magazine, em Marechal Deodoro, começou com um pequeno comércio com apenas dois funcionários num espaço de 80 m² e hoje se transformou em uma galeria de 1.080 m² com loja de perfumaria, vestuário infantil, calçados, surfwear e sexshop, além de uma praça de alimentação.  O empreendimento gera cerca de 120 empregos diretos e indiretos.

“Nossa empresa busca continuamente a excelência na gestão e inovações, por isso seguimos há 11 anos em constante crescimento. O que prevejo, dentro do nosso planejamento estratégico, é uma continuação destes resultados”, explicou Wilson.

Em Alagoas, as PMEs representam 93% dos negócios registrados no banco de dados da Junta Comercial do Estado. Para discutir as demandas dos empresários e construir políticas públicas eficientes e com resultados expressivos, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) retomou o Fórum Estadual das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (FEMPE).

 “Reconhecemos a importância das micro e pequenas empresas em Alagoas, afinal elas representam grande parte dos empregos gerados no Estado. Retomar o FEMPE é também uma forma de repensar os modelos das PMEs em Alagoas e alinhar melhor as ações, além de ter um diálogo mais próximo com o empresário”, afirmou o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Helder Lima.

Nesta nova gestão, o Governo de Alagoas aumentou ainda o sublimite do Simples Nacional, um pleito antigo do setor, além de ter estruturado as compras governamentais, para que o Governo possa comprar do micro e pequeno empresário.

Cecília Tavares – Agência AL

05/10/16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0