IMA investiga morte de peixes em Coqueiro Seco

Pescadores da região alegam que animais são descartados por não ter valor comercial

d5d321f89fb2cb3faeb603ca66861825_L
IMA investigará os peixes morreram deviados às chuvas ou à pesca predatória. Ascom/IMA

Após denúncias de que diversos peixes foram encontrados mortos em um trecho da laguna Mundaú, em Coqueiro Seco, uma equipe formada por técnicos da Gerência de Fiscalização e do Laboratório do Instituto do Meio Ambiente (IMA) estiveram no local para monitorar.

Pescadores da região alegam que nessa época do ano, quando há fortes chuvas, os peixes são capturados em grande quantidade e, como não têm valor comercial, são descartados.

O órgão investigará as possíveis causas. “Analisaremos se a causa foi decorrente da mudança do tempo ou por conta de pesca predatória. No segundo caso, os responsáveis deverão ser punidos conforme a legislação ambiental vigente”, disse Ricardo César, coordenador de Gerenciamento Costeiro do IMA.

Ainda de acordo com Ricardo César, é preciso que se investigue o tamanho das redes utilizadas pelos pescadores da região. “Existem várias leis que criminalizam tipos de equipamentos e formas de pesca e a investigação será feita nesse sentido”.

O coordenador também explicou que em alguns tipos de pesca os peixes ficam presos na rede e acabam morrendo antes mesmo de serem retirados da malha.

Elayne Pontual – Agência Alagoas


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0