Companhias passam a cobrar por famílias que desejam voar na mesma fileira

27tot
As companhias norte-americanas acharam mais uma maneira de arrecadar ainda mais dinheiro

A indústria nacional norte-americana de aviação parece que achou um novo “tesouro” para explorar e aumentar seus lucros. Conhecida como “family fees” (taxas familiares, em português), agora as companhias aéreas querem cobrar dos passageiros uma taxa extra para garantir assentos ao lado de seus familiares. Geralmente, os pais querem e devem viajar ao lado dos seus filhos, mas diversas companhias já removeram a opção de reservar assentos quando o bilhete mais barato é adquirido.

Agora, caso os pais queiram viajar ao lado dos filhos, ou até mesmo um casal que deseja voar “coladinho”, precisarão pagar por um serviço/taxa “premium”, por vezes a única maneira de assegurar que seu filho, por exemplo, não sente no meio de dois estranhos. As novas “taxas familiares” é uma polêmica que já está na mão dos legisladores em Washington. Em abril, por exemplo, o Senado aprovou de forma unânime uma proposta de lei que forçaria as companhias aéreas a criarem assentos disponíveis sem custo adicional àqueles que viajam juntos do titular da reserva, o responsável pela compra das passagens. No entanto, esta lei ainda não foi aprovada.

Para tornar as coisas ainda mais complicadas, empresas como Delta Air Lines e United Airlines estão expandindo o número de assentos que oferecem espaço extra para as pernas. Estes tipos de assento, claro, tem uma taxa adicional para serem adquiridos, o que significa que a família teria que pagar, por exemplo, por uma fileira inteira de assentos que, por vezes, já podem ser taxados por conta dos benefícios. Ou seja, uma família pagaria duas taxas extras para viajarem juntas.

 – M & E


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0