Central de videoconferência gera celeridade no julgamento dos custodiados

Ferramenta instalada no Sistema Prisional chega a atender 500 internos em 120 audiências por mês

01336e403a5c6a7805bfc02aea957d2a_L
Sistema foi instalado por meio de parceria da Seris com o Tribunal de Justiça. Fotos: Jorge Santos

Realizar audiências sem deslocar os reeducandos da unidade prisional para o Fórum, tornando o processo mais ágil, seguro e econômico. Esses são alguns dos benefícios das salas de videoconferência implantadas no sistema prisional. O sistema instalado pela Secretaria da Ressocialização e Inclusão Social (Seris) em parceria com o Tribunal de Justiça, que iniciou sua fase de testes em 2015 e atualmente já representa uma ferramenta fundamental no julgamento dos custodiados.

As três salas de videoconferência do sistema prisional e as outras duas do Presídio do Agreste atendem mais de 26 varas no Estado. Porém, esse número tende a ser ampliado com a instalação de novos pontos de conferência em breve. De acordo com o secretário executivo de Gestão Interna, major Henrique do Carmo, está sendo providenciada uma quarta sala de videoconferência no sistema prisional de Maceió.

“Enquanto o projeto do centro de teleconferências do sistema está em fase de licitação, estamos aprimorando o atendimento que já oferecemos, inclusive com a criação de uma nova sala de videoconferência na capital. A iniciativa tem o apoio do Tribunal de Justiça, que ofertará os equipamentos necessários para o funcionamento da sala. Com esse aparelhamento iremos aumentar ainda mais o número de audiências”, afirmou o secretário.

 0205SERIS

Os números alcançados pelo sistema de videoconferências são expressivos. Diariamente, são realizadas entre três e oito audiências, o que corresponde a cerca de 120 audiências mensais, beneficiando aproximadamente 500 reeducandos. O sistema de videoconferência de Alagoas é um dos mais modernos do país, podendo promover a interação de até 16 pontos de videoconferência simultaneamente.

O assessor técnico do Centro de Telepresença, Gilton Messias, enumerou diversas melhorias do sistema de videoconferência. “A estrutura das salas melhorou muito, tornando-se uma ferramenta imprescindível para o bom funcionamento do sistema prisional e, consequentemente, para promover a justiça e a dignidade dos internos conforme prevê a lei”, concluiu Messias.

Maysa Cavalcante – Agência Alagoas


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0