Anvisa proíbe venda de lote de extrato de tomate

molhodetomate
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a venda de um lote do extrato de tomate da marca Elefante. A decisão foi publicada na edição desta segunda-feira (30) do Diário Oficial da União.

A medida afeta todo o lote L011810, com data de validade até 7 de outubro de 2016. O motivo para a suspensão da venda, de acordo com o órgão sanitário, é a presença de “matéria estranha indicativa de risco à saúde humana”. Todo o estoque deve ser recolhido pela empresa.

EXAME.com procurou a Cargill Agrícola S.A, que fabrica o extrato de tomate, e aguarda o retorno da empresa.
EXAME


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0